Respondido (Sugestão) Começo, Meio e Fim de servidores.

Ubber

Active Member
Bom pessoal, não sei se essa sugestão vai ser passada adiante, mas gostaria de deixar registrado aqui.

Como muitos sabem, TW2 é um jogo apaixonante, onde fazem-se grandes alianças ou mesmo inimizades históricas(seja entre tribos, seja entre jogadores). Porém, é de comum acordo(ou quase 100%) de que os servidores em determinado momento perdem-se seu dinamismo. Existem vários motivos pelos quais isso acontece, como por exemplo a queda brusca de jogadores nos últimos servidores ou mesmo o constante aumento de scripts no jogo, mas isso é algo natural e que as empresas dos jogos dificilmente conseguem controlar. Agora, falando sobre algo que a empresa(a Innogames) poderia controlar, seria a articulação do começo, meio e fim dos servidores.

Antes de dar as sugestões, vou expressar os "porquês".

O começo, sempre é legal, novas tribos, novas perspectivas e... não sei se ainda fazem aqui no fórum, aquelas disputas de primeira, segunda e terceira colocação de conquistas onde se dão coroas aos vencedores, que de todo modo acho algo super legal que incentiva os jogadores no começo dos servidores a se empenharem em crescer e tal.

O meio do servidor eu interpreto como uma fase onde depende única e exclusivamente do fator humano, ou seja, dos jogadores para determinar se um servidor vai ser bom ou ruim. Se uma tribo predomina com base em recrutamento logo nesse meio de servidor(que geralmente é quando se existem apenas 3 ou 4 tribos realmente competitivas no máximo), a graça do servidor acaba ali mesmo, pois haverá apenas uma tribo que claramente vai ganhar, isso desestimulando jogadores que não são dessa tribo a jogar no servidor e fazendo com que estes abandonem o server assim que abrir o próximo(ou não, ou simplesmente pararem de jogar). Do outro lado, isso deixa os jogadores que estão na tribo predominante com tédio no jogo por não ter inimigos a altura para confrontar, fazendo com que estes também venham a eventualmente abandonar o servidor.

E por fim falando da etapa final, se por algum acaso o meio do servidor foi disputado(algo que a um bom tempo não existe) e sobraram duas tribos competitivas, em um determinado momento uma delas vai falhar, seja por superioridade estratégica da melhor dentre elas, seja pelo mundo estar cheio de contas vazias(apenas sendo geridas através de coop) e pronto, nós teremos a tribo campeã do servidor, mas que enfrentará grandes dificuldades para vencer o servidor de fato. O problema dessas dificuldades, é que elas são independentes da habilidade dos jogadores da tribo campeã, pois essas dificuldades estão em atingir pontuações altas conquistando aldeias de contas vazias versus a dificuldade que é se cunhar moedas em etapas avançadas do servidor. Logo, o servidor vai se arrastando a passos lentos com apenas meia dúzia de pessoas interessadas em terminá-lo nas primeiras colocações apenas para "aparecer na foto". Ou seja, um servidor que começa com alguns milhares de jogadores e termina com meia dúzia realmente jogando.

Sugestões

Bom, acima eu esbocei alguns dos problemas que vejo com o jogo e talvez a falta de empenho da Innogames em solucioná-los. Agora vou dar algumas sugestões.

Início do jogo

Se tratando do início do jogo, acredito eu que medidas de incentivo da moderação aos jogadores em relação ao fórum seriam cabíveis como mais disputas(daquelas de primeiro, segundo e terceiro lugar que dão premiações em coroas) voltadas as novas atualizações. Por exemplo, se o jogo quer que os Pontos de Vitória sejam atrativos(apesar deu achar uma péssima sistemática), que deem prêmios a quem atinge determinados PVs primeiro automaticamente incentivando aos jogadores a alcançá-los.

Isso pode-se aplicar a qualquer outra conquista. Eu durante bastante tempo estive a frente da liderança de tribos e se tinha uma coisa que eu mais fazia, era incentivar os jogadores a atingir conquistas que eram importantes para a tribo crescer. Por exemplo, se eu quisesse que a tribo batesse mais nos nossos inimigos, eu estipulava uma meta semanal de aumento de PIO(Pontos de Impacto Ofensivo). Substitua tribo por servidor e pronto, a moderação conseguiria direcionar melhor os jogadores ao que o jogo está propondo.

Fora isso, sugeriria uma inserção mais direta entre fórum e jogo. Me lembro que em uma época o LeCron havia feito isso com lembretes sobre os eventos do fórum que apareciam na tela do jogo, isso foi muito bom. Mas sugeriria um canal mais direto, como de repente um botão no jogo que leve o jogador direto ao fórum, aumentando assim, a interatividade dentre os jogadores da comunidade e do jogo.

Meio do jogo

Para o meio do jogo, eu usaria algo similar a ideia da Fortaleza, onde em determinado tempo de servidor, vai, dois-três meses, os líderes de cada tribo pudessem se proclamar Reis e dar cargos para determinados jogadores. Mas não cargos meramente escritos como atualmente e sim cargos que ganhariam vantagens ao obtê-los. Por exemplo, um General de Ataque, poderia dar bônus de ataque aos seus aliados em províncias que ele tivesse aldeia(logo, seria ideal para aqueles jogadores de vanguarda, que avançam e invadem províncias inimigas). Ou um General de Defesa, que aplicaria bônus de defesa onde tivesse aldeias do mesmo na região. Poderia ter o cargo de Mestre Espião, que daria penalidade aos espiões inimigos e vantagem aos espiões aliados. Poderia ter um Mestre das Moedas que favorecesse aliados a fazerem moedas mais baratas. Ou o próprio Rei, que conforme ganhasse mais PVs (tipo, mostrando que ele está expandido a influência dele) poderia dar bônus de certas coisas(como por exemplo aumento na velocidade de lealdade a aldeias recém conquistadas na região ou mesmo mais velocidade de movimento de tropas da tribo nas regiões onde ele tem aldeias). Enfim, cargos que não fossem meramente ilustrativos.

Uma maneira legal de interligar isso a evolução da tribo, seria limitar a quantidade desses cargos pela árvore de habilidades da tribo(onde hoje se tem as habilidades como aumento de velocidade em ataques a aldeias bárbaras e tal). Ou seja, se uma tribo alcança o máximo da habilidade Maestria em Armas(que aumenta o ataque das tropas da tribo), essa tribo passa a ter o direito de ter um General de Ataque que irá prover bônus. O que dará de fato uma responsabilidade ao General em ser um jogador ativo, fazendo com que os aliados da tribo joguem junto dele e o interesse das tribos inimigas em acabar com ele(aquela velha frase, o poder gera responsabilidade rs). E tipo, uma vez alcançando o máximo de outra habilidade, daria o direito dessa tribo ter um segundo general, fazendo assim com que os membros da tribo se empenhassem cada vez mais em evoluir a tribo.

Fim de jogo

Bom, mais uma vez reaproveitando a ideia da Fortaleza, eu sugeriria que em um determina ado momento do servidor(por exemplo 5-6 meses após sua criação), cada Rei de uma tribo pudesse transformar uma de suas aldeia em uma fortaleza. Essa fortaleza apareceria no mapa como uma aldeia diferenciada, onde além do aspecto dela no mapa, tivessem alterações de limites, como por exemplo, ter muralhas maiores(de repente aumentando pra nível 30 o limite), armazém maior, etc e tal. O Rei teria como objetivo upar sua fortaleza até um nível alto(como por exemplo 30,50,100) e a tribo do Rei que atingisse primeiro esse requisito, venceria o servidor. Isso tornaria o jogo mais dinâmico na etapa final, onde obrigaria as tribos(até mesmo a mais evoluída) a traçar estratégias de ataque e defesa. Pois somente defender sua fortaleza, não seria o suficiente, já que qualquer outro rei poderia ter a sua e evoluí-la se fosse deixado em paz. Logo, obrigaria a tribo mais forte a ter que lidar com as fortalezas das tribos mais fraca para de fato vencer o servidor.

Sobre PVs(Pontos de Vitória)

Uma pincelada sobre algo que não tem a ver com começo, meio e fim de servidor, são os chamados PVs(Pontos de Vitória). A Innogames de uns servidores pra cá mudaram a forma com a qual as tribos e jogadores se destacam, antes era através de pontos totais, hoje é por PVs. A ideia por trás é legal, tipo, incentiva aos jogadores e tribos a expandir seus territórios e não se condensarem em somente um lugar como anteriormente. Porém, na prática, isso não funciona tão bem, pois o incentivo não é concreto. Em todas as vezes em que geri uma tribo depois de implementada a sistemática de PVs, eu simplesmente nunca liguei para esses PVs e mantive a essência das estratégias que eu usava antes disso e a resolução foi a mesma, ganhei os servidores.

Tribos e jogadores que disparam para várias províncias no começo do servidor apenas para ganharem PVs e ficarem no topo do ranking, acabam sendo engolidos depois de um tempo por simplesmente não terem estrutura. Uma forma de fazer com que esses PVs valham a pena, seria utilizar esses PVs como uma espécie de "moeda" para se trocar por algum benefício. Tipo, uma boa ideia, seria uma tribo com bastante PVs, ter mais facilidade em evoluir de nível. Ou seja, quanto mais PVs uma tribo tiver, menos experiência ela precisa pra alcançar os próximos níveis.

Em função a "Role-play" seria algo como "a tribo que expande suas fronteiras, consegue obter experiência mais rápido". E para jogadores com PVs altos, eu honestamente não pensei em vantagens que poderia ser dado a eles, mas o ponto é: assim como os cargos que atualmente são apenas meras nomeações, os PVs são inúteis na prática, pois não dá vantagem alguma a ninguém em obtê-los que não o topo do ranking temporariamente.

Considerações finais

Assim encerro o que tenho a dizer. Lembrando que essas são opiniões pessoais, mas opiniões de um jogador que esteve no campo de batalha por alguns anos e momentaneamente na moderação do fórum do jogo e já ouviu bastante os anseios e aspirações de seus irmãos de armas. Então, quem quiser acrescentar ou discordar do que eu falei, sinta-se a vontade e bateremos um papo aqui. :)

Um bom jogo a todos e que o futuro do TW2 seja extraordinário!
 

matlaxe

Member
Innogames ta [moderado] para o TW

Moderado por: Al-Iskandar devido ao linguajar
 
Editado por um moderador:

Al-Iskandar al-Akbar

Well-Known Member
Fala @Ubber Tudo bom contigo?
Boa noite!

Fica aberto o tópico para comentários da comunidade, e como você sabe ;), sua ideia após discutida será levada aos nossos principais.
:) Obrigado por compartilhar conosco suas ideias/sugestão!

Forte Abraço!
 

Joshue

Guest
Eu, por exemplo, seria o General de Defesa...
 
Editado por um moderador:

raian.t

Member
Muito interessante, acho que podia acrescentar a fase final do jogo a possibilidade de diminuir os custos de cunhar as moedas, como acontece no tribalwars 1, onde quanto mais aldeias se tem, mais caro fica a fabricação do nobre, com o caso de um mundo estar em sua fase final, podia por exemplo ir reduzindo de 10 em 10% os custos de moedas.
 

Ubber

Active Member
Única pessoa lúcida. Aprende a programar e vira desenvolvedor da Inno pq eles têm mais preguiça que eu de manhã.
Me dá nos nervos programação, mas se a Inno quiser me contratar pra fazer uns mind blowings eu aceito hahaha


Innogames ta [moderado] para o TW
Talvez o tribal não está nas prioridades dela, afinal, são vários jogos.

Fala @Ubber Tudo bom contigo?
Boa noite!

Fica aberto o tópico para comentários da comunidade, e como você sabe ;), sua ideia após discutida será levada aos nossos principais.
:) Obrigado por compartilhar conosco suas ideias/sugestão!

Forte Abraço!
Fala aí doutor Alecs! Tudo joia meu bom?? :)


Muito interessante, acho que podia acrescentar a fase final do jogo a possibilidade de diminuir os custos de cunhar as moedas, como acontece no tribalwars 1, onde quanto mais aldeias se tem, mais caro fica a fabricação do nobre, com o caso de um mundo estar em sua fase final, podia por exemplo ir reduzindo de 10 em 10% os custos de moedas.
Interessante, pois assim tornaria o fim do mundo cada vez mais inevitável.
 

Joshue

Guest
Muito interessante, acho que podia acrescentar a fase final do jogo a possibilidade de diminuir os custos de cunhar as moedas, como acontece no tribalwars 1, onde quanto mais aldeias se tem, mais caro fica a fabricação do nobre, com o caso de um mundo estar em sua fase final, podia por exemplo ir reduzindo de 10 em 10% os custos de moedas.
Se você tiver, em suas aldeias, o Salão das Ordens no nível 10, tendo escolhido a ordem Aliança de Ladrões, você já reduz em 10% o valor da cunhagem de moedas.
 

Mmurer

New Member
Bom dia!

Gostaria de aproveitar a opinião do Ubber, muito bem colocada e lúcida, oriunda claramente, de quem tem vivência com o Tribals War. Parabéns, Ubber!

A sugestão reside no sentido de reforçar a evitar o desestimulo dos jogadores no transcorrer do servidor. Analisem a possibilidade de não poder ocorrer FUSÔES entre tribos. Cada tribo teria no máximo 100 jogadores, e entrariam no mundo como "seleções", tornando a rivalidade mais dinâmica, membros mais confiáveis e evitaria, em termos, a tão difamada traição e espiões, entre os jogadores.

Hoje, a possibilidade de fundir tribos para ganhar um mundo,, altera profundamente o andamento da querra e é fator primordial para o desestimulo, pois leva a desequilíbrio abrupto das forças de combate.

No restante, concordo com as colocações do Ubber, principalmente em relação a Fortaleza, que já foi motivo de discussões anteriores, e endosso a extinção dos Pontos de Vitória.

Grande abraço a todos!
 

Mmurer

New Member
Dando continuidade a que sugeri acima, sei que essa revindicação é antiga, do tempo do Le Cron, na época beta do TW2, no que se refere a limites de membros nas tribos. 200 membros, como atualmente, não atinge o percentual de 50% de atividade dos jogadores, mesmo nas tribos que estão liderando o ranking do mundo. Acredito que mesmo reduzindo para 100 o limite, não alcançaria a plenitude de atividade.
Meu foco é na questão das fusões, que gera desequilíbrio, e consequente desestimulo.

att: Mmurer.